Desjejum

Desjejum dos campeões: o que comer no café da manhã?

O que você vai saber aqui:

  • Porque tomar café da manhã é importante
  • O que comer no café da manhã
  • Dicas de alimentos para o café da manhã
  • Descubra quais os alimentos não podem faltar na primeira refeição do dia

Diga-me o que comes pela manhã que eu lhe direi como será o seu dia!

A primeira refeição do dia tem uma influência importante sobre o corpo, tanto no organismo quanto na mente. Em termos de saúde mental, começar o dia “comendo certo” motiva a querer terminar o dia da mesma forma. Afinal, se começou bem, por que estragar no final?

Além disso, ao acordar o organismo pede por alimentos que reponham a energia, para que tenha a força necessária para iniciar um dia ativo e produtivo. Durante o sono, o corpo gasta energia para manter as suas atividades básicas em funcionamento, como a circulação e a respiração, e fica por horas sem receber líquido ou comida. Assim, alimentos para ativar o metabolismo são os mais recomendados.

Pular o café da manhã pode comprometer todo o plano de emagrecimento para quem luta contra a balança, sem falar nos prejuízos para a saúde. Sem a ingestão de alimentos, pode haver alterações na glicemia e, também, um aumento da produção de grelina, o hormônio da fome.

Mas e quem não sente fome pela manhã, o que deve fazer?

Bem, essa é a realidade de muitas pessoas, e não é por isso que deverão comer contra a própria vontade! É preciso esclarecer que não comer pela manhã não deve ser considerado um pecado alimentar. O importante é dar energia ao organismo, e isso o café faz muito bem!

Com ou sem comida, o SuperCoffee é uma ótima alternativa para fazer parte da primeira refeição do dia. Graças à sua combinação de café especial e chá verde, SuperCoffee é capaz de garantir mais foco e energia durante todo o dia.

Com a ação do aminoácido teanina, princípio ativo do chá verde, a liberação da cafeína se torna mais regular e prolongada, sem aqueles picos de adrenalina que duram somente algumas horas após o consumo. O resultado é mais disposição e motivação para enfrentar o dia!

A fórmula do SuperCoffee é exclusiva e ainda contém leite de coco em pó, castanha-do-pará, canela, gengibre, pimenta caiena, cúrcuma, cardamomo e noz moscada: superalimentos riquíssimos em vitaminas e minerais, fundamentais para o pleno funcionamento e manutenção da saúde do cérebro e clareza mental.

Outro benefício é a sensação de saciedade que o SuperCoffee proporciona, que colabora para reduzir o apetite e não exagerar nas demais refeições. E para os adeptos do jejum intermitente, SuperCoffee é a melhor opção para manter o organismo fortalecido sem quebrar o jejum.

Neste post, falamos mais detalhes sobre os benefícios de cada ingrediente do SuperCoffee.

Dicas para um desjejum de sucesso

Depois de compreender a importância de começar o dia com nutrientes, vitaminas e minerais, toda a atenção é válida para escolher a dedo o que vai ser consumido logo pela manhã. Se quiser fazer as escolhas mais adequadas e evitar o que pode ser prejudicial, confira essas dicas:

Troque o mamão formosa pelo papaia: a quantidade de calorias é praticamente a mesma, mas o papaia possui muito mais fibras e é excelente fonte de vitamina C. Uma ótima pedida para ajudar no funcionamento do intestino e melhorar a imunidade.

Substitua o leite integral pelo leite desnatado: a principal diferença está no teor de gordura, que deve ser controlada para evitar o ganho de peso e o desenvolvimento de doenças como diabetes e hipertensão.

Opte pelo pão integral em vez do pão francês: a farinha integral é fonte de fibras, enquanto que o pão tradicional eleva o índice glicêmico, transformando o alimento em glicose mais rápido.

A ricota é melhor do que o queijo tipo minas: além de ter bem menos calorias, a ricota oferece menor concentração de sódio

Aposte em omelete de claras em vez de omelete tradicional: rica em proteína, a clara do ovo ainda tem uma ótima concentração de aminoácidos e é livre de gorduras e de colesterol.

Prefira iogurte desnatado em vez do natural: a versão desnatada possui mais fibras, menos gorduras e ação probiótica. Além disso, o iogurte é mais recomendado do que o leite por ter menos teor de lactose devido a fermentação durante a fabricação.